Câncer do colo uterino

     A infecção crônica pelo HPV é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer do colo uterino. Classificar a carga viral é essencial para o prognóstico. Sofisticados tratamentos com beta interferon são indicados com sucesso para casos de risco elevado.

 
Câncer de mama

     Com o adequado exame clínico e radiológico da mama, podemos diagnosticar até 85% das neoplasias malignas em fase bastante precoce, com chances de cura próximas aos 100%.

 
Câncer de próstata

     O câncer da próstata é, também, prevenível! O exame clínico periódico, avaliação ultrassonográfica e seguimento do PSA são métodos bastante eficazes.
Resta vencer preconceitos!

 
Tabagismo

     O tabagismo é causa direta de pelo menos 30% dos casos registrados de câncer. Deixar de fumar hoje é bem mais simples, contando com sua força de vontade e apoio médico especializado.

 
Hereditariedade

     Se em sua família direta há casos repetidos de câncer da mama, câncer de ovário ou câncer de cólon, você precisa estabelecer seus fatores de risco.

 
Reposição hormonal

     Reposição hormonal só deverá ser realizada em situação especial e sob rigorosa supervisão médica. O uso indiscriminado de hormônios pode trazer sérios riscos à saúde, aumentando a incidência de câncer. Conheça seus riscos!

 
Câncer de pele

     A exposição prolongada aos raios do sol é uma das principais causas promotoras do câncer de pele. Evite o sol forte. Use protetores solares eficazes.
Óculos escuros de boa procedência são bastante úteis.

 
Anemia, sistema digestivo e outros fatores

     Anemia em pessoas acima de 60 anos, presença de sangue em fezes ou modificação de ritmo intestinal são sintomas que devem ser prontamente avaliados pelo seu médico.

 
Prevenção

     O câncer é uma doença muitas vezes prevenível, curável e sempre tratável.
Com diagnóstico precoce e abordagem adequada, suas chances serão sempre maiores.

   
Dicas para evitar o câncer

    
   Como médico cancerologista clínico, com mais de 28 anos de prática clínica, frequentemente sou questionado por pacientes sobre o que fazer para se evitar o câncer.

   Não há uma fórmula mágica, porém temos que considerar que a vasta maioria das neoplasias malignas é adquirida ao longo da vida, por exposição a fatores carcinogênicos das mais diversas ordens, ou seja, pelo menos 92% dos cânceres são adquiridos e considerados como doenças ambientais. Em apenas 8% dos casos, temos a herança genética como causa predisponente. Então, muito podemos fazer para nos mantermos saudáveis e vivermos mais.

   Como regra geral, o melhor conselho que se pode dar é procurar ter bons hábitos de vida, de higiene e de dieta. Iniciaria estes conselhos com uma forte recomendação: a de se evitar o tabagismo, hoje considerado a principal causa de morte prevenível do mundo, e que responde sozinho por cerca de 30% da mortalidade em câncer. Junto ao tabagismo, o consumo de álccol também deve ser evitado. O tabagismo atua sinergicamente com o alcoolismo, multiplicando o potencial de dano ao organismo humano.

   Deve-se também evitar o consumo de alimentos mofados, ensacados e defumados. Estes alimentos são ricos em nitrosaminas, aflotoxinas e hidrocarbonetos aromáticos, conhecidos agentes carcinogênicos. Uma alimentação saudável deve conter alimentos integrais e cinco ou mais porções de frutas, verduras e legumes. O consumo de gorduras deve ser cuidadoso e limitado a um máximo de 30% do valor calórico total e devem ser evitandas as gorduras amarelas, ditas polinsaturadas. O consumo de carnes vermelhas deve também ser limitado, dando-se preferência ao consumo de carnes brancas, como a de peixes, especialmente os do mar, rica em ácido ômega-3, ou frango, sem a pele. Os produtos naturais são mais saudáveis.

   Atualmente há um grande abuso no uso de agrotóxicos e hormônios, para aumento da produção agropecuária. Junto com os cuidados alimentares, recomenda-se a manutenção de peso ideal (Altura em centímetros – 100 +/- 10%), por uma combinação adequada de dieta e exercícios físicos. Para as pessoas de pele clara, fica o conselho de se evitar a exposição prolongada aos raios do sol sem a proteção de um bom filtro solar e óculos escuros. As radiações ionizantes são fontes carcinogênicas, e devem ser evitadas. Nessa categoria estão incluídas desde a exposição desnecessária aos raios-X, até a proximidade de usinas nucleares e campos eletromagnéticos fortes.

   É importante também a recomendação de uma vida sexual regrada e o chamado “sexo seguro”, pois a infecção pelo HPV é fortemente correlacionada com o câncer em mucosas. Nenhum tratamento hormonal deve ser feito sem supervisão médica e avaliação dos riscos individuais. Por fim, deve-se procurar manter atualizadas as visitas periódicas aos seus médicos e realizar os exames preventivos indicados para cada faixa de idade e sexo. Estes conselhos são simples e fáceis de seguir e essenciais para uma vida melhor e mais saudável.
   
   

 
 
 
   
   
       
      CLIPHEONCO       | A Clínica    | Equipe            | Estrutura    | Convênios    | Localização   Rua Iramaia, 1156
      EDITORIAS           | Artigos       | Novidades     | Contos   Ilha do Leite - Recife - PE
      SAIBA MAIS        | Dicas         | Dúvidas
  Fones: (81) 3049-3915 e (81) 3125-5623   
      CONTATO            | Contato
     
Mapa >>        
     
     
Copyright © 2013 - Clipheonco. Todos os direitos reservados